Putin vem ao Brasil para cúpula do Brics e discutirá com Bolsonaro sobre o golpe na Bolívia

Presidente da Rússia, Vladimir Putin, estará no Brasil nesta quarta (13) e quinta-feira (14) para a cúpula dos Brics e deve discutir com Jair Bolsonaro questões da política bilateral e a situação na região, inclusive os eventos na Bolívia, palco de um golpe militar apoiado pelo Brasil

Vladimir Putin, Jair Bolsonaro e protestos na Bolívia
Vladimir Putin, Jair Bolsonaro e protestos na Bolívia
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - No âmbito da cúpula do BRICS, os líderes da Rússia e do Brasil, Vladimir Putin e Jair Bolsonaro, planejam discutir questões da política bilateral e a situação na região, inclusive os eventos na Bolívia.

O assessor do presidente Vladimir Putin, Yuri Ushakov, afirmou aos jornalistas que os líderes da Rússia e do Brasil vão discutir questões da política bilateral e a situação na região.

"Só houve um encontro com Bolsonaro em Osaka; agora será realizada uma conversa mais profunda, isso será, antes de mais, a agenda bilateral e, certamente, os problemas atuais internacionais e regionais, inclusive a situação na Bolívia", disse Ushakov aos jornalistas.

Respondendo a uma pergunta sobre o tema da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) e se os líderes vão discutir essa questão durante as negociações, o assessor do presidente russo disse que isso ficará ao critério dos próprios líderes e em primeiro plano estará a agenda bilateral.

"Eu não sei, isso será determinado pelos próprios líderes. Mas, antes de tudo, serão discutidas questões da agenda bilateral", explicou Ushakov.

No âmbito da cúpula do BRICS no Brasil, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, vai se encontrar com o primeiro-ministro da Índia, Narenda Modi, e o presidente da China, Xi Jinping, no dia 13 de novembro e com o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, no dia 14 de novembro.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247