Retórica, diz Putin sobre crimes de guerra em Aleppo

Acusações francesas de que o bombardeio à cidade síria representa crimes de guerra são retórica, disse o presidente da Rússia em entrevista ao canal francês de TV TF1, transmitida nesta quarta-feira (12); "É retórica política que não faz muito sentido e não leva em conta a realidade na Síria", afirmou Putin em comentários traduzidos para o francês e gravados na terça-feira; "Eu estou profundamente convencido de que são os nossos parceiros ocidentais, e especialmente os Estados Unidos, que são responsáveis por essa situação na região em geral e na Síria em particular", rebateu

Acusações francesas de que o bombardeio à cidade síria representa crimes de guerra são retórica, disse o presidente da Rússia em entrevista ao canal francês de TV TF1, transmitida nesta quarta-feira (12); "É retórica política que não faz muito sentido e não leva em conta a realidade na Síria", afirmou Putin em comentários traduzidos para o francês e gravados na terça-feira; "Eu estou profundamente convencido de que são os nossos parceiros ocidentais, e especialmente os Estados Unidos, que são responsáveis por essa situação na região em geral e na Síria em particular", rebateu
Acusações francesas de que o bombardeio à cidade síria representa crimes de guerra são retórica, disse o presidente da Rússia em entrevista ao canal francês de TV TF1, transmitida nesta quarta-feira (12); "É retórica política que não faz muito sentido e não leva em conta a realidade na Síria", afirmou Putin em comentários traduzidos para o francês e gravados na terça-feira; "Eu estou profundamente convencido de que são os nossos parceiros ocidentais, e especialmente os Estados Unidos, que são responsáveis por essa situação na região em geral e na Síria em particular", rebateu (Foto: Realle Palazzo-Martini)

PARIS (Reuters) - Acusações francesas de que o bombardeio a Aleppo representa crimes de guerra são retórica, disse o presidente da Rússia, Vladimir Putin, em entrevista ao canal francês de TV TF1, transmitida nesta quarta-feira.

"É retórica política que não faz muito sentido e não leva em conta a realidade na Síria", afirmou Putin em comentários traduzidos para o francês e gravados na terça-feira.

"Eu estou profundamente convencido de que são os nossos parceiros ocidentais, e especialmente os Estados Unidos, que são responsáveis por essa situação na região em geral e na Síria em particular", disse ele.

O governo sírio lançou uma ofensiva para capturar áreas controladas pelos rebeldes de Aleppo, no mês passado, com apoio aéreo russo e de milícias apoiadas pelo Irã, apesar de cessar-fogo aprovado por Washington e Moscou.

(Reportagem de John Irish)

Ao vivo na TV 247 Youtube 247