Rússia aponta lotação em hospitais de Moscou com mortos por coronavírus

Moscou e muitas outras regiões estão em lockdown há quase duas semanas para conter o contágio, mas os hospitais da capital ainda assim estão sendo levados a seu limite, disseram autoridades

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O Kremlin disse neste sábado que um "grande fluxo" de pacientes com coronavírus estava começando a pressionar os hospitais de Moscou, com o número de mortos na Rússia subindo para mais de 100.

Moscou e muitas outras regiões estão em lockdown há quase duas semanas para conter o contágio, mas os hospitais da capital ainda assim estão sendo levados a seu limite, disseram autoridades.

Neste sábado, uma testemunha da Reuters viu dezenas de ambulâncias enfileiradas do lado de fora de um hospital, transportando casos de coronavírus da região imediatamente fora de Moscou e esperando para deixar os pacientes.

Um motorista de ambulância disse que estava esperando 15 horas fora do hospital para deixar um paciente suspeito de ter o vírus.

"A situação em Moscou e São Petersburgo, mas principalmente em Moscou, é bastante tensa porque o número de doentes está crescendo", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, em entrevista à televisão estatal, segundo agências de notícias russas.

"Há um enorme fluxo de pacientes. Estamos vendo hospitais em Moscou trabalhando com intensidade extrema, em modo heróico de emergência."

A Rússia registrou 13.584 casos do vírus, e as autoridades disseram neste sábado que 12 novas mortes relacionadas ao coronavírus no último dia elevaram o número de vítimas para 106.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247