Rússia denuncia que a crise na Bolívia segue o roteiro de um golpe

O governo russo denunciou o golpe de Estado na Bolívia que derrubou o presidente Evo Morales e fez um chamado à saída constitucional

María Zaharova, porta-voz da Chancelaria russa
María Zaharova, porta-voz da Chancelaria russa (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Telesur - O Ministério das Relações Exteriores da Rússia publicou nota denunciando o golpe na Bolívia e exortou as forças políticas do país a buscar uma saída constitucional para restaurar a paz e a tranquilidade no Estado plurinacional. 

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia alertou que a atual crise na Bolívia apresenta padrões de um golpe de Estado orquestrado.  

Por meio de uma declaração, o Ministério das Relações Exteriores do Kremlin expressou preocupação com o desenvolvimento dos acontecimentos na Bolívia, que seguiram as diretrizes de um golpe de Estado orquestrado.  

"Estamos alarmados com a dramática evolução dos acontecimentos na Bolívia, onde uma onda de violência desencadeada pela oposição impediu a continuidade do mandato presidencial de Evo Morales", afirmou o Ministério russo das Relações Exteriores.   

Igualmente, a chancelaria russa instou os países latino-americanos, influentes atores fora da região e organismos internacionales a que assumam uma atitude responsável diangte do que está acontecendo na Bolívia.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247