Rússia é acusada de vazar correspondência de Macron

Os ex-assessores da candidata à presidência norte-americana, Hillary Clinton, acusaram a Rússia de estar ligada aos vazamentos dos e-mails da equipe do candidato à presidência francesa Emmanuel Macron, sem apresentar quaisquer provas

Candidato à Presidência da França, Emmanuel Macron. 17/04/2017 REUTERS/Christian Hartmann
Candidato à Presidência da França, Emmanuel Macron. 17/04/2017 REUTERS/Christian Hartmann (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Sputinik

Os ex-assessores da candidata à presidência norte-americana, Hillary Clinton, acusaram a Rússia de estar ligada aos vazamentos dos e-mails da equipe do candidato à presidência francesa Emmanuel Macron, sem apresentar quaisquer provas.

"[O presidente russo Vladimir] Putin está conduzindo a guerra contra as democracias ocidentais e o nosso presidente está do lado errado", escreveu o ex-assessor de imprensa de Clinton, Brian Fallon, no Twitter.

Outro assessor da candidata democrata, Robby Mook, encontrou "a pista russa" no vazamento chamado #MacronLeaks:

"Para aqueles que pensavam que a Rússia estava recuando… Ocorreu um vazamento dos e-mails da equipe de Macron", escreveu ele.

Anteriormente, o portal WikiLeaks divulgou ter havido um grande vazamento de dezenas de milhares de documentos, e-mails e fotos, datados do período até 24 de abril de 2017, da equipe de Macron. A equipe de Macron disse que entre os documentos verdadeiros há falsificações. Entretanto, o WikiLeaks afirmou não ter encontrado documentos falsos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email