Sanders cobra explicações de Trump sobre ataque à Síria

“Trump deve explicar o que essa escalada militar pretende alcançar e como se encaixa no objetivo maior para uma solução política”, escreveu o democrata Bernie Sanders; “Se os últimos 15 anos mostraram alguma coisa, foi que tais combates são desastrosos para a segurança americana, para a nossa economia e para o nosso povo”, continuou Sanders

“Trump deve explicar o que essa escalada militar pretende alcançar e como se encaixa no objetivo maior para uma solução política”, escreveu o democrata Bernie Sanders; “Se os últimos 15 anos mostraram alguma coisa, foi que tais combates são desastrosos para a segurança americana, para a nossa economia e para o nosso povo”, continuou Sanders
“Trump deve explicar o que essa escalada militar pretende alcançar e como se encaixa no objetivo maior para uma solução política”, escreveu o democrata Bernie Sanders; “Se os últimos 15 anos mostraram alguma coisa, foi que tais combates são desastrosos para a segurança americana, para a nossa economia e para o nosso povo”, continuou Sanders (Foto: Leonardo Attuch)

Da Agência Sputinik

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump deve explicar como o ataque de mísseis em bases da Força Aérea síria se encaixam na lógica de encontrar-se uma solução política para o conflito, de acordo com o que disse o senador democrata Bernie Sanders nesta sexta-feira.

Candidato derrotado nas prévias do Partido Democrata dos Estados Unidos em 2016, Sanders usou o Twitter para questionar Trump.

 

“Trump deve explicar o que essa escalada militar pretende alcançar e como se encaixa no objetivo maior para uma solução política”, escreveu.

 

“Se os últimos 15 anos mostraram alguma coisa, foi que tais combates são desastrosos para a segurança americana, para a nossa economia e para o nosso povo”, continuou Sanders.

Na madrugada desta sexta-feira, os Estados Unidos lançaram 59 mísseis Tomahawk a partir de navios de guerra atracados no Mar Mediterrâneo contra a base síria de Shayrat, na província síria de Homs.

O ataque matou pelo menos cinco militares e dois civis e seria uma represália ao uso de armas químicas em Khan Shaykhun, atribuído por Washington e seus aliados ocidentais ao regime de Assad – este nega todas as acusações.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247