Sem tomar banho, comendo pizza na rua por não poder entrar em restaurantes, Bolsonaro marca um dos maiores vexames do Brasil

Em Nova York, ainda sem tomar banho no hotel e trocar a roupa com que embarcou em Brasília, Bolsonaro teve que comer pizza de pé, na calçada. Como ele não se vacinou, está proibido de entrar nos restaurantes, lei na cidade durante a pandemia. Situação foi classificada como “vexatória” nas redes

www.brasil247.com - Pedro Guimarães, Luiz Eduardo Ramos, Jair Bolsonaro, Gilson Machado, Marcelo Queiroga, Almirante Rocha e Anderson Torres
Pedro Guimarães, Luiz Eduardo Ramos, Jair Bolsonaro, Gilson Machado, Marcelo Queiroga, Almirante Rocha e Anderson Torres (Foto: Reprodução)


247 - Em passagem em Nova York, para a Assembleia Geral da ONU, ainda sem tomar banho no hotel e trocar a roupa com que embarcou em Brasília neste domingo (19), Jair Bolsonaro teve que comer pizza de pé, na calçada. Como ele não se vacinou, está proibido de entrar nos restaurantes, que exige um passaporte da vacina para a entrada nos estabelecimentos.

As imagens de Bolsonaro comendo pizza ao lado de vários ministros foram publicadas em redes sociais por Gilson Machado, ministro do Turismo. Além dele, também saíram para comer Pedro Guimarães, presidente da Caixa, Anderson Torres, ministro da Justiça, Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional, e Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria-Geral da Presidência, entre outros.

Além das cenas de “vergonha alheia” que repercutiram mundialmente, Bolsonaro foi alvo de outra saia justa. Ele foi recebido com protestos no hotel que irá se hospedar, tendo que entrar pelas portas do fundos do local para fugir da situação. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A cena gerou diversas repercussões nas redes. Internautas apontam que o Brasil encontra-se em um estado de plena humilhação, com um presidente que nem ao menos se imunizou contra a Covid e que prega contra a vacina. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Veja a repercussão: 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email