Sobe para 35 o número de mortos por conta do furacão Harvey

Depressão tropical Harvey perdeu força enquanto avançava para o interior do Estado norte-americano de Louisiana; número de mortes continuou crescendo à medida que corpos foram encontrados com o recuo das águas; tempestade deixou ao menos 35 mortos e forçou 32 mil pessoas a deixarem suas casas

Barco leva pessoas após resgate em Houston por causa de enchentes 30/8/2017 REUTERS/Carlo Allegri
Barco leva pessoas após resgate em Houston por causa de enchentes 30/8/2017 REUTERS/Carlo Allegri (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - A depressão tropical Harvey perdeu força nesta quinta-feira enquanto avançava para o interior do Estado norte-americano de Louisiana, deixando para trás volumes recordes de chuvas que forçaram milhares de pessoas a sair de suas casas no Texas.

O número de mortes continuou crescendo à medida que corpos foram encontrados com o recuo das águas. Uma nova ameaça veio de explosões em uma indústria química atingida por enchentes em Crosby, cerca de 48 quilômetros a nordeste de Houston.

A tempestade que paralisou Houston deve ser um dos desastres naturais mais custosos da história dos Estados Unidos e apresentará ao governo do presidente Donald Trump enormes desafios humanitários e de reconstrução.

A tempestade deixou ao menos 35 mortos e forçou 32 mil pessoas a deixarem suas casas desde que atingiu o território norte-americano, na sexta-feira, na área de Rockport, no Texas, na costa do Golfo do México.

O Harvey foi o furacão mais forte a atingir o Estado em meio século.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247