Sri Lanka reduz total de mortos em atentados de 359 para 253

Autoridades do Sri Lanka reduziram de 359 para 253 o número de mortos nos atentados do domingo de Páscoa, após uma revisão divulgada pelo governo nesta sexta-feira (26); o governo anunciou a demissão do chefe da polícia e comunicou que o suposto idealizador dos ataques, o extremista cingalês Mohamed Zahran Hashim, morreu na explosão em um dos hotéis de luxo

Sri Lanka reduz total de mortos em atentados de 359 para 253
Sri Lanka reduz total de mortos em atentados de 359 para 253 (Foto: REUTERS-Dinuka Liyanawatte)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Agência Brasil*

Autoridades do Sri Lanka reduziram de 359 para 253 o número de mortos nos atentados do domingo de Páscoa, após uma revisão divulgada pelo governo nesta sexta-feira (26).

Além disso, o governo anunciou a demissão do chefe da polícia e comunicou que o suposto idealizador dos ataques, o extremista cingalês Mohamed Zahran Hashim, morreu na explosão em um dos hotéis de luxo.

O Ministério de Saúde do Sri Lanka comunicou a retificação da contagem de mortos e afirmou que o estado dos corpos tornou difícil oferecer uma estimativa inicial precisa e que alguns cadáveres foram contabilizados duas vezes por estarem desmembrados.

A maioria das vítimas era do Sri Lanka e membros da minoria cristã do país.

Ao menos 38 estrangeiros também foram mortos, incluindo dez indianos, oito britânicos, quatro americanos, um cidadão português e três dos quatro filhos do bilionário dinamarquês Anders Holch Povlsen.

O número de feridos foi mantido. Cerca de 500 pessoas sofreram ferimentos na série de explosões em três templos católicos e hotéis de luxo no domingo.

Segundo as autoridades, os ataques foram executados por nove terroristas, entre eles uma mulher, a maioria de família rica e com alto nível educacional.

*Com informações da Deutsche Welle (agência pública da Alemanha)

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247