Teerã anuncia prisão de espião inglês do MI6

"Graças aos esforços das forças de segurança iranianas, um espião que trabalhava para o MI6 foi detido, depois de meses de complexas atividades secretas", declarou Dadkhoda Salari, presidente do Tribunal Revolucionário da província de Kerman, à Irna. O fato ocorre no momento em que o Irã e o Reino Unido tentam restabelecer as relações diplomáticas, rompidas em 2011

TO GO WITH AFP STORY BY FARHAD POULADI
Pilgrims and clergymen walk across the courtyard of the Massoumeh holy shrine in the religious Shiite Muslim city of Qom, some 130 kilometres south of the capital, on June 9, 2013. Iran's powerful bazaar merchants a
TO GO WITH AFP STORY BY FARHAD POULADI Pilgrims and clergymen walk across the courtyard of the Massoumeh holy shrine in the religious Shiite Muslim city of Qom, some 130 kilometres south of the capital, on June 9, 2013. Iran's powerful bazaar merchants a (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Lusa

Teerã - Um "espião que trabalhava para o MI6", serviços secretos externos britânico, foi detido na província de Kerman, no Sudeste do Irã, informou hoje (14) a agência de notícias oficial iraniana Irna.

"Graças aos esforços das forças de segurança iranianas, um espião que trabalhava para o MI6 foi detido, depois de meses de complexas atividades secretas", declarou Dadkhoda Salari, presidente do Tribunal Revolucionário da província de Kerman, à Irna. O fato ocorre no momento em que o Irã e o Reino Unido tentam restabelecer as relações diplomáticas, rompidas em 2011.

O acusado teria se reunido, dentro e fora do Irã, com quatro membros dos serviços secretos britânicos, aos quais entregou informações e recebeu "planos contra a República Islâmica" em cada um dos encontros, assegurou o presidente do tribunal.

"Com instruções e treinos dos agentes secretos [britânicos] o espião recompilou e transferiu informações", acrescentou Salari. O alegado espião será julgado e, segundo Dadkhoda Salari, confessou todos delitos de que é acusado.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247