Todos os países árabes rechaçam posição dos EUA e de Israel sobre Golã

Os EUA estão sozinhos no reconhecimento das Colinas de Golã como território israelense e ameaçam a paz no Oriente Médio, declarou Ahmed Aboul Gheit, secretário-geral da Liga dos Estados Árabes

Todos os países árabes rechaçam posição dos EUA e de Israel sobre Golã
Todos os países árabes rechaçam posição dos EUA e de Israel sobre Golã

Sputnik - Os EUA estão sozinhos no reconhecimento das Colinas de Golã como território israelense e ameaçam a paz no Oriente Médio, declarou Ahmed Aboul Gheit, secretário-geral da Liga dos Estados Árabes.

O secretário-geral da organização árabe apreciou "a posição da Rússia perante o reconhecimento da soberania de Israel sobre as Colinas de Golã" e considerou que o passo dado pelos EUA "põe em perigo a normalização no Oriente Médio".

"Depois de tomarem essa decisão, os EUA ficaram sós na arena internacional", disse ele durante uma sessão ministerial do Fórum de Cooperação Russo-Árabe. Ahmed Aboul Gheit recordou igualmente que a recente cúpula dos Estados Árabes realizada em Túnis condenou esta decisão dos EUA.

"Estamos contra a legalização da ocupação dos territórios árabes, que é um crime não menos grave do que a própria ocupação", acrescentou.

O secretário-geral da Liga Árabe pediu à Rússia para continuar defendendo no Conselho de Segurança da ONU a posição sobre a inadmissibilidade da ocupação israelense das Colinas de Golã.

Anteriormente o presidente dos EUA, Donald Trump, durante uma reunião com o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, assinou uma proclamação presidencial reconhecendo a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã.

Israel ocupou as Colinas de Golã durante a Guerra dos Seis Dias de 1967, em 1981 Israel proclamou unilateralmente a soberania de Israel sobre este território. Nesse mesmo ano, o Conselho de Segurança da ONU se recusou a reconhecer a legitimidade dessa decisão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247