Trump anuncia que vai adiar aumento de tarifas sobre produtos chineses

O presidente norte-americano, Donald Trump, publicou no Twitter que os Estados Unidos concordaram em adiar o aumento de tarifas sobre produtos chineses

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - O presidente norte-americano, Donald Trump, publicou no Twitter que os Estados Unidos (EUA) concordaram em adiar o aumento de tarifas sobre produtos chineses.

Ele disse que o aumento será adiado do dia 1º para o dia 15 de outubro. As tarifas sobre US$ 250 bilhões em produtos importados da China estavam programadas para passar de 25% para 30%.

Trump afirmou que o adiamento foi solicitado pelo vice-premiê chinês, Liu He, uma vez que a República Popular da China vai celebrar seu 70º aniversário.

Empresários japoneses, em visita anual à China, manifestaram ao primeiro-ministro Li Keqiang o desejo de que Pequim resolva a disputa comercial com Washington.

Nesta quarta-feira (11), um grupo de representantes da Associação Econômica Japão–China reuniu-se com Li. Presidida por Shoji Muneoka, a entidade tem esperança de que as duas maiores economias do mundo resolvam o conflito.

O premiê chinês respondeu que a China conversará com os Estados Unidos para tentar encontrar uma solução. Os representantes japoneses e chineses da associação falaram sobre o interesse de haver laços mais estreitos entre as duas nações asiáticas.

O presidente da entidade empresarial disse que o Japão e a China vão atuar juntos em novos campos. "Esperamos ser capazes de levar adiante a atitude de cooperação mútua.”

O grupo de empresários e o primeiro-ministro Li Keqiang também destacaram a importância do livre-comércio para o crescimento da economia global.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email