Trump anuncia taxação contra México por conta da imigração

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou que a partir de 10 de junho todos os produtos importados do México serão taxados em 5% até que o país vizinho elimine ou reduza drasticamente a entrada de imigrantes em seu território; Trump ainda estabeleceu uma tabela gradual de aumento das tarifas que chega a 25% em outubro

Trump anuncia taxação contra México por conta da imigração
Trump anuncia taxação contra México por conta da imigração (Foto: REUTERS/Kevin Lamarque)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em sua cruzada contra os imigrantes, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta quinta-feira (30) que vai taxar todos os produtos importados do México em 5% até que o país vizinho elimine ou reduza drasticamente a entrada de imigrantes em território norte-americano. A medida começa a valer em 10 de junho.

O anúncio foi feito por meio de comunicado divulgado pela Casa Branca que informa que a taxação vai aumentar gradualmente, caso não haja queda na imigração clandestina.

Trump estabeleceu uma tabela gradual de taxação, que inicia com 5% a partir de 10 de junho; sobe para 15% a partir de 1º de agosto; 20% a partir de 1º de setembro; e vai até 25% a partir de 1º de outubro.

Para Trump, o México não trata de "maneira justa" os Estados Unidos e diz que o governo mexicano tem meios legais de parar "rápida e facilmente" o fluxo de imigrantes rumo ao território norte-americano.

"Se a crise de imigração ilegal for aliviada com atitudes eficazes tomadas pelo México, as tarifas serão removidas", promete Trump. No entanto, "se o México falhar em agir, as taxas vão continuar no nível alto [25%], e as empresas localizadas no México podem começar a retornar aos Estados Unidos para fabricar seus bens e produtos. As companhias que se mudarem de volta aos Estados Unidos não vão pagar as tarifas ou serem afetadas de maneira alguma", acrescenta.

Uma das medida proposta por Trump era a construção de um muro na fronteira com o México. Mas a proposta foi barrada pelo Congresso.

Segundo fontes do jornal Washington Post, assessores da Casa Branca que são contrários à ameaça de uma nova tarifa dizem que a medida afeta os mercados financeiros de maneira negativa e que poderia prejudicar a aprovação do acordo comercial EUA-México-Canadá, uma das prioridades do governo no momento, disse o Post, citando as fontes do governo.

 

 

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247