Trump demite procurador que investigava seus aliados

O procurador Geoffrey S. Berman investigava a corrupção no círculo íntimo de Trump, tendo processado o antigo advogado pessoal do presidente, Michael Cohen

Donald Trump
Donald Trump (Foto: REUTERS/Jonathan Ernst)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, anunciou que Donald Trump demitiu o chefe da procuradoria de Manhattan, Geoffrey S. Berman, que investigava aliados do governo. 

Berman investigava a corrupção no círculo íntimo de Trump, tendo processado o antigo advogado pessoal do presidente, Michael Cohen — que foi preso — e conduzido investigações sobre seu atual advogado, Rudolph Giuliani.

Na tarde de sábado (20), Berman confirmou a saída do procurador, reforçando os esforços de Trump e de seus aliados para se desfazer de servidores que não rezam a cartilha do governo.

Numa carta endereçada a Berman, Barr disse que estava "surpreso e bastante desapontado" pela declaração pública do procurador na noite de sexta, quando disse que não havia renunciado ao cargo e que não tinha intenção de fazê-lo.

"Pedi ao presidente para removê-lo [do cargo] hoje, e ele fez isso", escreveu Barr.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247