Trump revê cooperação entre EUA e Cuba, iniciada por Obama

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vai apertar as regras para norte-americanos viajarem a Cuba e restringir as companhias dos EUA de fazerem negócios com empresas cubanas controladas por militares, de acordo com funcionários dos EUA que viram um esboço de memorando presidencial

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em evento na Casa Branca, em Washington. 02/05/2017 REUTERS/Joshua Roberts
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em evento na Casa Branca, em Washington. 02/05/2017 REUTERS/Joshua Roberts (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vai apertar as regras para norte-americanos viajarem a Cuba e restringir as companhias dos EUA de fazerem negócios com empresas cubanas controladas por militares, de acordo com funcionários dos EUA que viram um esboço de memorando presidencial.

Trump apresentará sua nova política para Cuba em um discurso em Miami na sexta-feira, revertendo em parte a abertura das relações com a ilha patrocinada pelo ex-presidente Barack Obama, depois de um avanço diplomático de 2014 entre os dois ex-inimigos da Guerra Fria.

(Por Matt Spetalnick e Lesley Wroughton)

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247