Trump volta a culpar e ameaçar a China pelo coronavírus e a acusa de tentar minar sua reeleição

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que considera diferentes opções para punir a China pela suposta responsabilidade do país asiático com o surto do novo coronavírus. "Eu posso fazer muito", disse o inquilino da Cada Branca, em tom de ameaça

(Foto: Xinhua)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente dos EUA, Donald Trump, disse na quarta-feira (29) que a conduta do governo chinês na gestão da crise do novo coronavírus demonstra que  as autoridades chinesas "farão tudo o que puderem" para que ele perca as eleições presidenciais deste ano.

"Eu posso fazer muito", disse Trump em entrevista à Reuters sobre as consequências que a China sofrerá por sua suposta culpa pela disseminação da covid-19 pelo mundo. O presidente não especificou a quais medidas ele se refere especificamente e observou que Pequim deveria ter alertado outras nações sobre o perigo muito antes, informa Russia Today.

O número de infectados nos EUA já ultrapassa um milhão e mais de 60.000 pessoas morreram da covid-19, segundo dados do Centro de Ciência e Engenharia de Sistemas da Universidade Johns Hopkins.

Trump também opinou que o governo chinês quer que seu rival democrata Joe Biden vença nas próximas eleições para aliviar a pressão sobre questões de comércio bilateral e outras questões que se tornaram mais agudas durante sua presidência. "A China fará todo o possível para que eu perca esta corrida", disse ele.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247