Turquia promete intensificar ofensiva contra militantes após ataque dos EUA

Presidência da Síria disse que o ataque de mísseis dos Estados Unidos contra uma base aérea em Homs aumentou a determinação do país para derrotar grupos insurgentes, e se comprometeu a aumentar as ações contra os rebeldes; "Essa agressão intensificou a determinação da Síria para atingir esses agentes terroristas, para continuar a derrotá-los, e acelerar a velocidade de ações com esse objetivo onde quer que eles estejam", disse; ofensiva militar dos Estados Unidos foi uma resposta a um ataque de armas químicas que Washington afirma ter sido realizado pelo governo da Síria; governo sírio negou veementemente a responsabilidade pelo ataque

Tanques turcos na fronteira entre Turquia e Síria. 25/08/2016 REUTERS/Umit Bektas
Tanques turcos na fronteira entre Turquia e Síria. 25/08/2016 REUTERS/Umit Bektas (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - A Presidência da Síria disse nesta sexta-feira que o ataque de mísseis dos Estados Unidos contra uma base aérea em Homs aumentou a determinação do país para derrotar grupos insurgentes, e se comprometeu a aumentar as ações contra os rebeldes.

"Essa agressão intensificou a determinação da Síria para atingir esses agentes terroristas, para continuar a derrotá-los, e acelerar a velocidade de ações com esse objetivo onde quer que eles estejam", disse a Presidência em comunicado.

O comunicado descreveu o ataque dos Estados Unidos como irresponsável, e disse que os EUA foram "inocentemente convencidos por uma campanha falsa de propaganda" -- uma referência a acusações de que o governo sírio seria responsável pelo ataque de armas químicas desta semana.

A ofensiva militar dos Estados Unidos foi uma resposta a um ataque de armas químicas nesta semana que Washington afirma ter sido realizado pelo governo da Síria. O governo sírio negou veementemente a responsabilidade pelo ataque.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247