Ucrânia se prepara para interceptar navios russos

Kiev planeja impor sanções em relação aos portos da Rússia, presidida por Vladimir Putin, em resposta à detenção de navios ucranianos no mar de Azov, relatou o portal ucraniano Apostrof, citando Vladimir Omelyan, ministro da Infraestrutura da Ucrânia; segundo Omelyan, o país já está negociando sobre o assunto com a União Europeia e os EUA

Ucrânia se prepara para interceptar navios russos
Ucrânia se prepara para interceptar navios russos

Agência Sputnik - Kiev planeja impor sanções em relação aos portos russos em resposta à detenção de navios ucranianos no mar de Azov, relatou o portal ucraniano Apostrof, citando Vladimir Omelyan, ministro da Infraestrutura da Ucrânia.

Segundo Omelyan, o país já está negociando sobre o assunto com a União Europeia e os EUA.

"Na minha opinião, devem ser aplicadas medidas proporcionais aos portos da Federação da Rússia na bacia do mar Negro: restringir as operações comerciais com eles, limitar as entradas de navios. Estamos trabalhando nisso e espero que isso seja feito", afirmou o ministro.

Anteriormente, o presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, disse que a Rússia poderia atacar Mariupol e outros portos no mar de Azov. Ele observou que ultimamente a Rússia aumentou o número de inspeções de navios que vão para os portos ucranianos.

A situação na região piorou após a abertura da ponte da Crimeia. As autoridades ucranianas anunciaram o fortalecimento de seu agrupamento naval na área do mar de Azov. Em 2 de julho, o comandante da Marinha ucraniana disse que, em breve, a frota do país pode vir a incluir navios blindados dotados de equipamento "inesperado".

Em abril, o governo ucraniano apoiou a iniciativa do Ministério da Infraestrutura de proibir completamente a entrada de navios russos nas águas internas da Ucrânia.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247