União Europeia deixa de reconhecer Guaidó como presidente interino da Venezuela

A União Europeia deixou de reconhecer o líder da oposição Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela, após o término do mandato dele na Assembleia Nacional. Alinhado aos EUA, o oposicionista havia se declarado presidente interino do seu país, numa sabotagem ao governo Nicolás Maduro

Juan Guaidó
Juan Guaidó (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A União Europeia deixou de reconhecer, nesta quarta-feira (6), o líder da oposição Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela, depois que o mandato da Assembleia Nacional que ele presidiu acabou nessa terça-feira (5). A informação foi publicada pelo site Tercera Información. Alinhado aos Estados Unidos, o oposicionista declarou-se presidente interino do país vizinho em janeiro de 2019.

Em declaração do Alto Representante da UE para a Política Externa, Josep Borrell, ele assegurou que a UE manterá seus contatos "com todos os atores políticos e a sociedade civil para restaurar a democracia na Venezuela, incluindo em particular Juan Guaidó e outros representantes da Assembleia Nacional cessante".

Um novo Parlamento com maioria dos deputados chavistas tomou posse nesta terça-feira na Venezuela. Parlamentares do governante Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) e seus aliados passaram a ocupar 256 das 277 cadeiras da unicameral Assembleia Nacional.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email