Venezuela encurta dia de trabalho para fortalecer redes elétricas contra ataques

Caracas apresentou nesta segunda-feira (22) a proposta de estabelecer uma jornada de trabalho e um dia escolar reduzidos até quarta-feira (24); ideia é diminuir consumo para trabalhar na renovação das redes elétricas do país e fortalecê-la contra novos ataques, disse Jorge Rodriguez, ministro das Comunicações e da Informação

Venezuela encurta dia de trabalho para fortalecer redes elétricas contra ataques
Venezuela encurta dia de trabalho para fortalecer redes elétricas contra ataques (Foto: Reuters / Ivan Alvarado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - Caracas apresentou hoje a proposta de estabelecer uma jornada de trabalho e um dia escolar reduzidos até quarta-feira. Ideia é diminuir consumo para trabalhar na renovação das redes elétricas do país e fortalecê-la contra novos ataques, disse Jorge Rodriguez, ministro das Comunicações e da Informação.

"O governo bolivariano informa às pessoas que após a pausa da Semana Santa e em meio ao fortalecimento do sistema nacional de rede elétrica para enfrentar os ataques terroristas, foi decidido adotar um horário especial [de trabalho reduzido]", escreveu Rodriguez.

No início de março, a Venezuela sofreu sua pior queda de energia na história: 21 dos 23 estados registraram falhas elétricas. As autoridades disseram que o incidente foi causado por "sabotagem" na usina hidrelétrica de Guri, que gera eletricidade para quase todo o país.

Grandes interrupções de energia continuaram em toda a Venezuela no final de março. Caracas disse que o sistema de energia do país sofreu vários ataques e os culpou em Washington, que negou as acusações.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247