Venezuela: Maduro insinua que Capriles é gay

Eleição que definirá o sucessor de Hugo Chávez parte para ataques pessoais entre o presidente interino, Nicolás Maduro, e o opositor, Henrique Capriles; "Eu, sim, tenho mulher, escutaram? Eu gosto de mulheres", provocou Maduro nesta segunda-feira; adversário chamou as palavras de "declarações homofóbicas"

Venezuela: Maduro insinua que Capriles é gay
Venezuela: Maduro insinua que Capriles é gay
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A disputa presidencial na Venezuela, que definirá o sucessor de Hugo Chávez, morto na terça-feira 5, vem mostrando contundentes ataques pessoais. Durante discurso nesta segunda-feira, a uma multidão que acompanhou a inscrição de sua candidatura, o presidente interino Nicolás Maduro insinuou que seu opositor, Henrique Capriles, fosse gay. "Eu, sim, tenho mulher, escutaram? Eu gosto de mulheres", provocou Maduro, visto como favorito nas eleições.

Em seguida à declaração, Maduro beijou sua mulher, Cília Flores, que se afastou do governo chavista para ajudar na campanha do marido. Capriles, que tem 40 anos e é solteiro, rebateu à noite os ataques do presidente interino: "Quero enviar uma palavra de rechaço às declarações homofóbicas de Maduro. Não é a primeira vez. Creio numa sociedade sem exclusão, na qual ninguém se sinta excluído por sua forma de pensar, seu credo, sua orientação sexual".

Em 2012, Nicolás Maduro foi mais direto em suas provocações, chamando Capriles de "maricón", uma versão pejorativa da palavra gay. O fato provocou manifestações de ativistas. Agora, ele se refere ao opositor como "senhorito", pelo fato de Capriles ser solteiro. Em meio aos agressivos ataques entre os adversários, o clima ainda é de luto na Venezuela, onde milhares fazem fila para visitar o velório de Hugo Chávez.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247