Venezuela também fecha fronteira com a Colômbia

"O governo bolivariano está informando à população que, devido às ameaças graves e ilegais do governo da Colômbia à paz e soberania da Venezuela, decidiu-se fechar temporariamente as pontes de Simón Bolívar, Santander e União", escreveu a vice-presidente Delcy Rodriguez no Twitter nesta sexta-feira

Venezuela também fecha fronteira com a Colômbia
Venezuela também fecha fronteira com a Colômbia

Sputinik – As autoridades venezuelanas decidiram fechar temporariamente três pontes que ligam a Colômbia e a Venezuela antes da entrega de ajuda humanitária à Venezuela, planejadas pela oposição do país. A informação foi divulgada pela vice-presidente venezuelana, Delcy Rodriguez.

"O governo bolivariano está informando à população que, devido às ameaças graves e ilegais do governo da Colômbia à paz e soberania da Venezuela, decidiu-se fechar temporariamente as pontes de Simón Bolívar, Santander e União", escreveu Delcy Rodriguez no Twitter nesta sexta-feira.

A oposição, liderada por Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino da Venezuela, espera que a ajuda humanitária chegue ao país no sábado.

A ajuda humanitária dos EUA foi coletada até agora em centros logísticos em Roraima, no Brasil, Cucuta, na Colômbia, e na ilha caribenha de Curaçao.

O presidente venezuelano Nicolás Maduro disse anteriormente que a Venezuela fechou a fronteira com o Brasil e estava considerando fechar a fronteira com a Colômbia. Ele alertou que os EUA e seus aliados estavam usando "o pretexto de fornecer ajuda humanitária" para tentar "destruir a independência e a soberania do país".

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, disse no início que o Venezuela atualizou o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, sobre o plano de Washington de "forçar" a ajuda ao país, acrescentando que o chefe da ONU está atento à situação.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247