Vice-presidente dos EUA promete ajuda à oposição na Venezuela

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, realizou negociações telefônicas com o líder da oposição venezuelana, Leopoldo López; nas conversas, Pence afirmou que Washington está disposto a responder com sanções às eleições à Assembleia Constituinte convocadas pelo presidente Maduro; "O vice-presidente reiterou a promessa do presidente Trump de que, caso o regime de Maduro formasse a Assembleia Constituinte em 30 de julho, os EUA responderiam com medidas econômicas resolutas e rápidas", diz-se no comunicado de imprensa da Casa Branca

Mike Pence
Mike Pence (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Sputnik Brasil

Mike Pence, vice-presidente norte-americano, realizou negociações telefônicas com o líder da oposição venezuelana Leopoldo López, nas quais afirmou que Washington está disposto a responder com sanções às eleições à Assembleia Constituinte convocadas pelo presidente Maduro.

"O vice-presidente reiterou a promessa do presidente Trump de que, caso o regime de Maduro formasse a Assembleia Constituinte em 30 de julho, os EUA responderiam com medidas econômicas resolutas e rápidas", diz-se no comunicado de imprensa da Casa Branca que ficou à disposição da Sputnik.

Pence também apelou à libertação imediata dos prisioneiros políticos, sendo que qualifica López como um deles, bem como à convocação de eleições justas, à restauração dos poderes as Assembleia Nacional e ao respeito aos direitos humanos.

Desde o início de abril, na Venezuela ocorrem protestos maciços após a decisão do Supremo Tribunal de limitar consideravelmente os poderes da Assembleia Nacional dominada pelos representantes de oposição.

Tal diretiva foi abolida, porém, os apoiantes da oposição saíram às ruas exigindo a demissão dos membros do Supremo Tribunal, a convocação de eleições antecipadas, rejeitando a formação de uma Assembleia Constituinte, que consideram como uma tentativa de modificar a Constituição.

De acordo com os dados mais recentes, o número dos mortos devido aos confrontos nas ruas superou já as 110 pessoas.

A oposição, por sua vez, apelou a que as pessoas saíssem às ruas.

"Todos para a rua na sexta, sábado e domingo contra a Assembleia Constituinte de Maduro", expressou o vice-presidente da Assembleia Nacional Freddy Guevara.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247