Xi Jinping qualifica como graves inundações no centro da China

A mídia chinesa noticiou que ocorreram as piores enchentes em Zhengzhou, capital da província de Henan e em outras cidades

(Foto: Xinhua)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Pelo menos 12 pessoas morreram nas chuvas e inundações que atingiram a província de Henan, na China, informa a Telesul.

O presidente chinês, Xi Jinping, disse que as chuvas e inundações que afetaram a província de Henan foram extremamente graves.

"Em alguns reservatórios, barragens romperam causando ferimentos graves, mortes e danos materiais. A situação do controle de enchentes é extremamente séria", disse o presidente chinês, de acordo com a mídia oficial Xinhua.

PUBLICIDADE

A mídia chinesa relatou que essas são as piores enchentes na capital Zhengzhou e em outras cidades da província de Henan em várias décadas, devido aos registros históricos de chuvas.

As autoridades evacuaram mais de 100.000 pessoas para locais seguros.

PUBLICIDADE

Desde terça-feira, o nível de emergência para desastres climáticos atingiu o pico em Zhengzhou, devido às chuvas. 

Os vídeos que circulam nas redes sociais mostram ruas alagadas, avenidas que parecem rios e até vagões de metrô com passageiros dentro com mais de um metro e meio de água.

PUBLICIDADE

O escritório meteorológico provincial de Henan elevou a resposta de emergência para desastres meteorológicos ao nível 1 e alertou que a chuva havia elevado o nível da água de uma barragem, então todos os habitantes das cidades próximas à barragem foram evacuados.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email