Aloysio pede investigação sobre Petrobras

Líder do PSDB no Senado, Aloysio Nunes (SP) anunciou em Plenário que vai protocolar nesta terça-feira representação no Ministério Público Federal pedindo apuração sobre a venda de patrimônio da Petrobras na Argentina; ele citou reportagem recente da revista Época segundo a qual o governo está vendendo por preço muito baixo 50% do patrimônio da estatal no país vizinho

Aloysio pede investigação sobre Petrobras
Aloysio pede investigação sobre Petrobras
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Senado - O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) anunciou em Plenário que vai protocolar nesta terça-feira (2) representação junto ao Ministério Público Federal (MPF) pedindo apuração sobre a venda de patrimônio da Petrobras na Argentina. Ele citou reportagem recente da revista Época segundo a qual o governo está vendendo por preço muito baixo 50% do patrimônio da estatal no país vizinho.

- Hoje, a Petrobras é um caso a ser estudado de como operam os mecanismos de desmonte e fragilização de uma empresa. A Petrobras amarga perdas gigantescas – disse Aloysio Nunes, ao avaliar que a Petrobras estaria "à beira da ruína" devido à interferência política do governo federal em sua gestão.

Aloysio Nunes lembrou que a Petrobras anunciou, na semana passada, prejuízo de R$ 6,9 bilhões em 2012, maior perda desde que foi criada, há mais de 60 anos.

De acordo com o senador, a estatal está em vias de se desfazer de bens e instalações na Argentina "como alguém que vende frutas e legumes a qualquer preço no final da feira". Ele explicou que a Petrobras já investiu mais de R$ 5 bilhões na petroleira estatal argentina nos últimos anos, mas cogita vender metade de seu patrimônio no país vizinho por apenas R$ 1 bilhão.

Ainda segundo Aloysio Nunes, a revista Época e outros órgãos da imprensa afirmam que os compradores seriam empresários ligados à presidente argentina Cristina Kirchner. Além disso, o negócio estaria caminhando de maneira sigilosa e célere, mesmo com parecer contrário da área técnica da Petrobras. O senador afirmou ainda existirem "empresários ansiosos por abocanhar nacos da Petrobras" em vários países do continente africano.

Aloysio Nunes informou que vai enviar representação ao MPF ainda nesta terça para pedir ao procurador-geral da República a apuração da denúncia de conduta antijurídica dos envolvidos no negócio, com consequente abertura de ação penal e inquéritos civil e administrativo. O parlamentar disse esperar que a representação ajude a deter o negócio, que ele considera lesivo à estatal e ao povo brasileiro.

Em apartes, os senadores Pedro Taques (PDT-MT) e Ana Amélia (PP-RS) elogiaram e concordaram com os argumentos apresentados pelo colega pela preservação do patrimônio da Petrobras.

Ana Amélia disse que já apresentou requerimento convidando a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, a prestar esclarecimento sobre esse e outros negócios da estatal no exterior perante a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Pedro Taques afirmou que o governo está privatizando partes da empresa "para amigos". "Estão roubando o patrimônio dos brasileiros", acrescentou Taques.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email