Anvisa conclui sindicância e inocenta Agnelo Queiroz

Pela segunda vez, rgo regulador qual governador era diretor em 2008 emite nota isentando Agenlo Queiroz de relaes com denncias de corrupo; deputado federal Fernando Francischini acusou o chefe do executivo de receber casa onde vive para beneficiar empresa

Anvisa conclui sindicância e inocenta Agnelo Queiroz
Anvisa conclui sindicância e inocenta Agnelo Queiroz (Foto: Valter Campanato/ABr (31.08.2011))

Brasília 247 – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) inocentou o governador Agnelo Queiroz em sindicância que apurava se quando ele era diretor daquela agência teve responsabilidade administrativa pela autorização de funcionamento da importadora de medicamentos Saúde Import. Esta é a segunda sindicância concluída pelo órgão que isenta o governador de acusações de corrupção.

A denúncia do deputado federal Fernando Francischini (PSDB-PR)acusa o governador de “relação suspeita” entre a autorização da Anvisa e um negócio imobiliário com o empresário Glauco Santos, dono da Saúde Import. Segundo Francischini, um ano antes de a Anvisa liberar convênio com a empresa, Glauco vendeu uma casa no Lago Sul para Agnelo por R$ 400 mil. A mansão é onde o governador vive até hoje com a família.

Após denúncia, o caso foi investigado em sindicância. Essa investigação pode resultar na abertura de processo administrativo disciplinar a fim de prosseguir a apuração em relação à conduta de outros servidores. O corregedor da Anvisa Ivon Carrico assinou na sexta-feira (24) uma declaração que isenta a participação do governador, ex-diretor da agência, na acusação de negociar um bem imóvel por um acordo na agência em 2008.

 

Veja íntegra da nota enviada à imprensa:

 

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

Secretaria de Estado de Comunicação Social

 

Brasília, 24 de fevereiro de 2012 – O governador Agnelo Queiroz comunica ter tomado conhecimento do resultado da segunda sindicância aberta pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), procedimento este iniciado em atenção ao ofício de um parlamentar da oposição, acerca de seus atos quando diretor daquela autarquia.

A Anvisa, por intermédio da corregedoria, atesta mais uma vez a conduta ilibada de Agnelo Queiroz em seus atos administrativos.

O governador considera ter sido acusado com má-fé e ignorância pelos adversários, visto que os acontecimentos a ele imputados sequer eram da alçada de sua diretoria. Agnelo Queiroz renova o voto de confiança nas instituições brasileiras.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247