Aras pede cópia de vídeo em que Bolsonaro ameaçou Moro de demissão

O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu novas diligências no inquérito que investiga as acusações de Sérgio Moro contra Jair Bolsonaro

Sérgio Moro e Jair Bolsonaro
Sérgio Moro e Jair Bolsonaro (Foto: Anderson Riedel/PR | Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O procurador-geral da República, Augusto Aras, solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) novas diligências no inquérito que investiga as acusações do ex-ministro Sérgio Moro contra Jair Bolsonaro. 

Entre as diligências solicitadas pelo PGR, que devem ser realizadas pela Polícia Federal, estão a obtenção de cópia do vídeo de uma reunião do Palácio do Planalto em que Bolsonaro teria ameaçado Moro de demissão caso não permitisse interferências na PF.

Augusto Aras solicitou também que a PF tome depoimentos dos ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo). E também do ex-diretor-geral da PF Maurício Valeixo, e outros delegados que confirmem a acusação de Moro, de que Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal para ter acesso a investigações. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247