Barroso é eleito no TSE e diz ser contra unificar eleições em 2022

O ministro do STF Luís Roberto Barroso Barroso estará à frente da Justiça Eleitoral nas eleições municipais previstas para outubro deste ano e cumprirá mandato como presidente do TSE até fevereiro de 2022

Ministro Roberto Barroso durante sessão da 1ª turma do STF.
Ministro Roberto Barroso durante sessão da 1ª turma do STF. (Foto: Nelson Jr./SCO/STF 11/02/2020)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso foi eleito presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em sessão da Corte eleitoral na manhã de hoje. A informação é do portal UOL. 

Barroso estará à frente da Justiça Eleitoral nas eleições municipais previstas para outubro deste ano e cumprirá mandato como presidente do TSE até fevereiro de 2022. Também hoje, o ministro Edson Fachin foi eleito vice-presidente do TSE. 

Segundo a resportagem, o ministro defendeu que, caso ocorra o adiamento, isso deve ser feito apenas "pelo prazo mínimo e indispensável para que ela [a eleição] venham a realizar-se com segurança", disse. 

Segundo Barroso, a proposta de unificar as eleições desse ano com as de 2022, quando serão escolhidos presidente da República e governadores, não têm o apoio dos ministros do TSE. A proposta é cogitada em projetos apresentados no Senado.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247