Bolsonaro já é alvo de três ações no Tribunal Penal Internacional

Ele é acusado de crimes contra a humanidade e negligência no combate à pandemia de coronavírus, que já matou quase 80 mil brasileiros

(Foto: YouTube/Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Embora os militares tenham se incomodado com a fala do ministro Gilmar Mendes sobre o "genocídio" Jair Bolsonaro, o Tribunal Penal Internacional (TPI) confirmou que já foram apresentadas três denúncias contra ele sob a alegação de prática de crimes contra a humanidade por negligência no combate à pandemia de covid-19. Há também uma denúncia de genocídio contra os povos indígenas, apresentada ao TPI no fim de 2019 pela Comissão de Defesa dos direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns.

As violações examinadas pelo TPI estão agrupadas nas categorias de genocídio, crime contra a humanidade, crime de guerra e crime de agressão, segundo aponta reportagem do Valor Econômico. "Todas as denúncias apresentadas ao TPI são consideradas confidenciais. Mas o tribunal pode confirmar queixas recebidas na medida em que seus autores divulgaram o caso", esclarece o correspondente Assis Moreira.

No início, Bolsonaro classificou a pandemia como "gripezinha", depois passou a sabotar o isolamento social e desde que foi supostamente infectado passou a fazer propaganda de hidroxicloroquina – um remédio ineficaz no combate à doença e que pode acarretar vários efeitos colaterais perversos.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247