Calero nega ter denunciado Geddel para beneficiar PSDB

Ex-ministro da Cultura Marcelo Calero usou sua página pessoal no Facebook para negar ter "agido a serviço do PSDB" quando denunciou o tráfico de influência exercido pelo também ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB); "Nossa deterioração moral e ética chegou a um nível tal, que muita gente acha 'impossível' alguém simplesmente fazer o correto e buscam uma 'explicação' que não existe. Não podemos mais tolerar a esculhambação que é a política do nosso País", postou

Brasília - O novo ministro da Cultura, Marcelo Calero, durante cerimônia de posse no Palácio do Planalto (Valter Campanato/Agência Brasil)
Brasília - O novo ministro da Cultura, Marcelo Calero, durante cerimônia de posse no Palácio do Planalto (Valter Campanato/Agência Brasil) (Foto: Paulo Emílio)

247 - O ex-ministro da Cultura Marcelo Calero usou sua página pessoal no Facebook para negar ter "agido a serviço do PSDB" quando denunciou o tráfico de influência exercido pelo também ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB).

A negativa de Calero veio na esteira de diversas postagens feitas por meio das redes sociais que aforar que o antigo partido de Calero seria o maior beneficiado com a desestruturação do governo Michel Temer.

"Infelizmente, sabemos que fazer o certo tem o seu preço. Como disse em recente entrevista, sabia que qualquer coisa fariam ou farão para minar minha reputação e credibilidade, como se eu é que tivesse feito algo de errado. Nossa deterioração moral e ética chegou a um nível tal, que muita gente acha 'impossível' alguém simplesmente fazer o correto e buscam uma 'explicação' que não existe. Não podemos mais tolerar a esculhambação que é a política do nosso País", postou Calero.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247