Celso de Mello decide divulgar o vídeo da reunião que pode derrubar Bolsonaro

Serão retiradas do vídeo apenas duas declarações referentes à China e ao Paraguai. A reunião ministerial é, segundo Sergio Moro, prova cabal de que Jair Bolsonaro tentou interferir politicamente na Polícia Federal, o que pode levá-lo à queda da presidência

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro, Sergio Moro e Celso de Mello
Jair Bolsonaro, Sergio Moro e Celso de Mello (Foto: Agência Brasil | STF)


247 - O ministro do STF Celso de Mello decidiu por divulgar "praticamente" na íntegra o vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril citada pelo ex-ministro Sergio Moro em depoimento à Polícia Federal. Com informações de Fernando Molica, da CNN, e Miriam Leitão, do Globo.

De acordo com Moro, o vídeo prova que Jair Bolsonaro tentou interferir politicamente na PF. Caso comprovada, a tentativa de interferência de Bolsonaro pode levá-lo à queda da presidência da República.

O jornalista Molica afirmou que está sendo feito nesse momento o "upload" do vídeo no site do STF, e por isso a demora para a divulgação da decisão do decano da Corte, que deve ocorrer por volta das 17h desta sexta-feira (22).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda segundo Fernando Molica, Celso de Mello determinou que fossem retiradas do vídeo que se tornará público apenas duas declarações referentes à China e ao Paraguai.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Não se sabe ainda se a divulgação será generalizada ou se ficarará restrita a envolvidos no inquérito, como advogados das partes e  Procuradoria-Geral da República.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Anda nesta sexta-feira, Celso de Mello, decidiu partir para cima do clã  Bolsonaro e pediu o depoimento do presidente, assim como a busca e apreensão do celular dele e de seu filho, Carlos Bolsonaro, para perícia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email