Ciro Gomes: o MP quer governar no lugar de todo mundo

O presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE) criticou o que chamou de "invasão absolutamente intolerável" de atribuições democráticas por parte do Ministério Público e da Justiça, que, segundo ele, querem governar no lugar do Executivo; de acordo com o pedetista, "o Ministério Público quer governar no lugar de todo mundo"; "O Judiciário quer governar no lugar de todo mundo"

O presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE) criticou o que chamou de "invasão absolutamente intolerável" de atribuições democráticas por parte do Ministério Público e da Justiça, que, segundo ele, querem governar no lugar do Executivo; de acordo com o pedetista, "o Ministério Público quer governar no lugar de todo mundo"; "O Judiciário quer governar no lugar de todo mundo"
O presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE) criticou o que chamou de "invasão absolutamente intolerável" de atribuições democráticas por parte do Ministério Público e da Justiça, que, segundo ele, querem governar no lugar do Executivo; de acordo com o pedetista, "o Ministério Público quer governar no lugar de todo mundo"; "O Judiciário quer governar no lugar de todo mundo" (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE) criticou nesta terça-feira (22) o que chamou de "invasão absolutamente intolerável" de atribuições democráticas por parte do Ministério Público e da Justiça, que, segundo ele, querem governar no lugar do Executivo.

"Hoje o Congresso Nacional é desmoralizado, o Poder federal desmoralizado, a autoridade política é desmoralizada, há uma invasão absolutamente intolerável, que tem de ser posto fim a ela, de atribuições democráticas por Poderes que não são votados", afirmou o pré-candidato durante a 21ª Marcha a Brasília em defesa dos municípios, mais conhecida como a "marcha dos prefeitos", evento realizado pela Confederação Nacional dos Municípios e que reúne centenas de chefes do Executivo e secretários municipais.

De acordo com o pedetista, "o Ministério Público quer governar no lugar de todo mundo". "O Judiciário quer governar no lugar de todo mundo", disse.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247