Deputados bolsonaristas conseguem liminar para evitar suspensão do PSL

Decisão judicial ocorreu ao mesmo tempo em que o comando do PSL — com quem o grupo ligado a Bolsonaro está em guerra — havia determinado a abertura de um processo disciplinar contra Eduardo Bolsonaro e outros 18 deputados

Dep. Eduardo Bolsonaro (PSL - SP)
Dep. Eduardo Bolsonaro (PSL - SP) (Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados)

Reuters - Um grupo de deputados do PSL ligados ao presidente Jair Bolsonaro conseguiu nesta terça-feira uma liminar do Tribunal de Justiça do Distrito Federal para evitar que sejam suspensos pelo comando do partido, disse a deputada Bia Kicis (DF), da chamada ala bolsonarista da legenda, em uma rede social.

“Vitória! Justiça do DF concede liminar contra atos arbitrários do PSL que tentou punir 19 deputados do grupo que apoiou @BolsonaroSP (deputado Eduardo Bolsonaro) e pediu a saída do delegado Waldir da liderança, por terem pedido transparência nas contas do partido”, disse a deputada em sua conta no Twitter.

O grupo apoiava Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, para a liderança do partido no lugar de Delegado Waldir (GO).

A decisão judicial ocorreu praticamente ao mesmo tempo em que o comando do PSL —com quem o grupo ligado a Bolsonaro está em guerra— havia determinado a abertura de um processo disciplinar contra Eduardo e outros 18 deputados.

Por Ricardo Brito

Ao vivo na TV 247 Youtube 247