Dilma denuncia nova perseguição de Moro contra Lula

"Verdadeiro lawfare. Reinado da 'justiça do inimigo', retratado nessa arbitrariedade. Presto mais uma vez minha solidariedade a Lula", postou a presidente deposta Dilma Rousseff no Twitter, usando termos jurídicos que caracterizam perseguição para definir a decisão do juiz Sergio Moro que sequestrou, nesta semana, todos os imóveis do ex-presidente Lula e bloqueou R$ 606 mil em suas contas bancárias; "Sequestrar o imóvel em que Lula vive com a família e bloquear suas contas pessoais é uma perseguição. Uma nova injustiça", completou Dilma

"Verdadeiro lawfare. Reinado da 'justiça do inimigo', retratado nessa arbitrariedade. Presto mais uma vez minha solidariedade a Lula", postou a presidente deposta Dilma Rousseff no Twitter, usando termos jurídicos que caracterizam perseguição para definir a decisão do juiz Sergio Moro que sequestrou, nesta semana, todos os imóveis do ex-presidente Lula e bloqueou R$ 606 mil em suas contas bancárias; "Sequestrar o imóvel em que Lula vive com a família e bloquear suas contas pessoais é uma perseguição. Uma nova injustiça", completou Dilma
"Verdadeiro lawfare. Reinado da 'justiça do inimigo', retratado nessa arbitrariedade. Presto mais uma vez minha solidariedade a Lula", postou a presidente deposta Dilma Rousseff no Twitter, usando termos jurídicos que caracterizam perseguição para definir a decisão do juiz Sergio Moro que sequestrou, nesta semana, todos os imóveis do ex-presidente Lula e bloqueou R$ 606 mil em suas contas bancárias; "Sequestrar o imóvel em que Lula vive com a família e bloquear suas contas pessoais é uma perseguição. Uma nova injustiça", completou Dilma (Foto: Gisele Federicce)

247 - A presidente legítima e deposta pelo golpe, Dilma Rousseff, criticou em sua conta no Twitter a decisão do juiz Sergio Moro que sequestrou os bens do ex-presidente Lula.

"Verdadeiro lawfare. Reinado da 'justiça do inimigo', retratado nessa arbitrariedade. Presto mais uma vez minha solidariedade a Lula", postou Dilma, usando termos jurídicos que caracterizam perseguição para definir a decisão do magistrado.

"Sequestrar o imóvel em que Lula vive com a família e bloquear suas contas pessoais é uma perseguição. Uma nova injustiça", completou Dilma.

Na última terça-feira 18, Lula teve todos os seus imóveis confiscados, além de dois veículos e R$ 606 mil em quatro bancárias bloqueados pelo Banco Central, após ordem de Moro (leia mais aqui).

O ex-presidente foi condenado pelo juiz de Curitiba a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247