Dilma sugere que Marina "flerta com autoritarismo"

Em evento de campanha em Jales (SP), a presidente Dilma Rousseff mandou mais um recado a Marina Silva, candidata do PSB, embora  não tenha citado seu nome; a petista criticou "aqueles que pretendem governar prescindindo dos partidos políticos"; ao lado de seu vice, Michel Temer e do candidato do PMDB ao governo de São Paulo, Paulo Skaf, ela exaltou a aliança com os peemedebistas, disse que a legenda é "o partido da democracia", e alfinetou Marina; "Numa democracia, quem não governa com partidos está flertando com o autoritarismo. No mundo, não há um único lugar que se governa sem partidos"

Em evento de campanha em Jales (SP), a presidente Dilma Rousseff mandou mais um recado a Marina Silva, candidata do PSB, embora  não tenha citado seu nome; a petista criticou "aqueles que pretendem governar prescindindo dos partidos políticos"; ao lado de seu vice, Michel Temer e do candidato do PMDB ao governo de São Paulo, Paulo Skaf, ela exaltou a aliança com os peemedebistas, disse que a legenda é "o partido da democracia", e alfinetou Marina; "Numa democracia, quem não governa com partidos está flertando com o autoritarismo. No mundo, não há um único lugar que se governa sem partidos"
Em evento de campanha em Jales (SP), a presidente Dilma Rousseff mandou mais um recado a Marina Silva, candidata do PSB, embora  não tenha citado seu nome; a petista criticou "aqueles que pretendem governar prescindindo dos partidos políticos"; ao lado de seu vice, Michel Temer e do candidato do PMDB ao governo de São Paulo, Paulo Skaf, ela exaltou a aliança com os peemedebistas, disse que a legenda é "o partido da democracia", e alfinetou Marina; "Numa democracia, quem não governa com partidos está flertando com o autoritarismo. No mundo, não há um único lugar que se governa sem partidos" (Foto: Romulo Faro)

247 - A julgar por suas declarações nos últimos dias, a presidente Dilma Rousseff está dando claros sinais de que a disputa pelo Planalto agora está polarizada entre ela e a candidata do PSB, Marina Silva, que já isolou o tucano Aécio Neves em terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto.

Em Salvador, ontem (29), Dilma criticou Marina por seu posicionamento acerca do pré-sal. A candidata do PSB defende aumentar a produção de etanol em detrimento ao petróleo. Em resposta, a presidente afirmou que sua adversária tem "visão obscurantista".

Hoje (30), em evento de campanha em Jales-SP, Dilma mandou mais um recado a Marina, embora, mais uma vez não tenha citado seu nome. A petista criticou "aqueles que pretendem governar prescindindo dos partidos políticos".

Ao lado de seu vice, Michel Temer; e do candidato do PMDB ao governo de São Paulo, Paulo Skaf; ela exaltou a aliança com os peemedebistas, disse que a legenda é "o partido da democracia", e mandou mais um recado a Marina Silva. "Numa democracia, quem não governa com partidos está flertando com o autoritarismo. No mundo, não há um único lugar que se governa sem partidos".

Ela também rebateu propostas de seus adversários, entre elas a que "tira do Brasil o passaporte para o futuro", que é o petróleo do pré-sal. "Vocês começam a ver a gravidade das propostas que estão ai".

A outra proposta, segundo ela, impedirá que o governo federal financie o metrô. A petista explicou como funciona o empréstimo: 30 anos para pagar, cinco anos de carência, e 5% de taxa de juros. Ela ressaltou que taxa básica de juros, a Selic, atualmente está em 11% ao ano, mas que, no mercado, é possível encontrar taxas de 20%, 30%. "Sem banco público, sem subsídio do governo federal, não tem nenhum investimento em transporte."

As propostas dos adversários, na interpretação da presidente, são "aventureiras" e "atrasadas". "Mas fazem parte de uma proposta aparentemente avançada, demagógica e, sobretudo, não sei a que interesse serve. Fiquem atentos, olho aberto, vocês têm de escutar essa questão, que vai afetar a vida de todos nós".

Para fechar a conta, Dilma pediu aos prefeitos que a escutavam, que ficassem atentos. "Quem vai vencer essa campanha somos nós e a verdade. Vocês, que se integram a esse 'nós'. Me ajudaram em 2010 e vão me ajudar agora."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247