É preciso julgar caso da chapa Bolsonaro-Mourão 'o quanto antes', diz ministro que assumiu a Corregedoria da Justiça Eleitoral

O ministro Luís Felipe Salomão, que assumiu a Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral, afirmou ser necessário julgar "o quanto antes" as ações sobre a campanha de Jair Bolsonaro à Presidência em 2018

Luís Felipe Salomão
Luís Felipe Salomão (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Luís Felipe Salomão, que assumiu a Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral, afirmou ser necessário prestar contas à sociedade e julgar "o quanto antes" as ações sobre a campanha de Jair Bolsonaro à Presidência em 2018. O ministro assumiu a relatoria dos processos que investigam, entre outros pontos, disparo de fake news em massa pelo WhatsApp.

"Estou bastante tranquilo em relação a essas ações. Ali vamos tratar de fatos e provas. Acho que devemos apreciá-las o quanto antes, porque é preciso dar uma resposta da Justiça Eleitoral para aqueles que propuseram a ação, para aqueles que figuram no polo passivo da ação (os investigados) e para a sociedade", disse ele ao jornal O Estado de S.Paulo.

"Já vamos aí para o segundo ano de mandato do presidente (Bolsonaro), é tempo razoável para a gente dar essa resposta. Não me assombro com essa responsabilidade porque, primeiro, será dividida entre o plenário, com homens bastante experientes e respeitados. Segundo, porque é um dado objetivo: tem prova, cassa. Não tem prova, não cassa", acrescentou. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email