Ex-advogado do PT, Toffoli decide recurso do partido no TSE

Ministro do STF, que também foi assessor de José Dirceu na Casa Civil, é o atual relator do processo das contas do diretório nacional do PT do ano de 2003, período de maior movimentação do esquema do chamado mensalão; em 2010, a ministra e atual presidente do TSE, Cármen Lúcia, aprovou as contas, mas aplicou multas ao partido no valor de R$ 180,9 mil por falhas na aplicação do Fundo Partidário

Ex-advogado do PT, Toffoli decide recurso do partido no TSE
Ex-advogado do PT, Toffoli decide recurso do partido no TSE

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) José Antonio Dias Toffoli, que já foi advogado do PT e assessor de José Dirceu na Casa Civil, é o atual relator, no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), do processo das contas do diretório nacional do PT do ano de 2003.

O processo está desde julho do ano passado no gabinete do ministro no TSE.

Segundo informações reveladas pela Folha, as contas de 2003 do partido foram aprovadas em 2010. Os técnicos do TSE também recomendaram a aprovação das contas do PT de 2004. Os dois anos foram os de maior movimentação do esquema do chamado mensalão.

A decisão coube à ministra e atual presidente do TSE, Cármen Lúcia, que aplicou multas ao partido no valor de R$ 180,9 mil por falhas na aplicação do Fundo Partidário, formado por recursos públicos.

O PT recorreu do pagamento das multas, alegando não ter cometido irregularidades e o recurso agora está nas mãos do ministro Toffoli. Ele assumiu o caso desde que Cármen Lúcia se tornou a presidente do tribunal.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247