Fachin recebe áudio da JBS que gerou revisão da delação premiada

Ainda nesta terça-feira, o ministro do STF Edson Fachin deverá decidir sobre o sigilo dos áudios que geraram a revisão da delação da JBS; segundo o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, há referências a atitudes indevidas de procuradores e de quatro ministros do STF nos áudios 

Fachin
Fachin (Foto: Charles Nisz)

247 - O ministro do STF Edson Fachin, relator da delação da JBS na Suprema Corte, recebeu o áudio que gerou a revisão do caso na tarde desta terça-feira (05). Após ouvir os áudios, o ministro Fachin decidirá sobre o sigilo do material. 

Já o procurador-geral da República, Rodrigo Janot classificou o conteúdo do áudio obtido na última quinta-feira (31) como gravíssimo. Na gravação, segundo Janot, um dos donos da empresa, Joesley Batista, conversa com Ricardo Saud, diretor institucional do grupo e um dos delatores da Lava Jato. Também será investigado Francisco de Assis e Silva, advogado da empresa.

Janot determinou investigação para apurar indícios de omissão de informações de práticas de crimes no acordo de delação premiada dos executivos do grupo. No diálogo, há referências a atitudes indevidas sobre procuradores e quatro ministros do STF. Ainda nesta semana, Joesley, Saud e Assis serão chamados a depor. 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247