FHC debocha de Temer: vitória de Pirro

Depois de sujar sua biografia, apoiando o golpe de 2016, que colocou a "pinguela" Michel Temer no poder, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso não se mostrou feliz com o resultado de ontem, em que ele se safou, ao custo de R$ 13,4 bilhões para o País; "Foi uma vitória de Pirro, porque não adianta nada para o país. Adianta, claro, para o presidente Temer. Mas, para o país, essa não era a grande questão", disse ele; FHC afirmou que PSDB deve apoiar as reformas e depois pular fora de um governo carimbado pela população como o pior e mais corrupto da história do País; ele também disse que, depois de ontem, o Brasil passa a ser comandado pelo Centrão – ou seja, o PSDB pode ser descartado a qualquer momento pelo próprio Temer

Depois de sujar sua biografia, apoiando o golpe de 2016, que colocou a "pinguela" Michel Temer no poder, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso não se mostrou feliz com o resultado de ontem, em que ele se safou, ao custo de R$ 13,4 bilhões para o País; "Foi uma vitória de Pirro, porque não adianta nada para o país. Adianta, claro, para o presidente Temer. Mas, para o país, essa não era a grande questão", disse ele; FHC afirmou que PSDB deve apoiar as reformas e depois pular fora de um governo carimbado pela população como o pior e mais corrupto da história do País; ele também disse que, depois de ontem, o Brasil passa a ser comandado pelo Centrão – ou seja, o PSDB pode ser descartado a qualquer momento pelo próprio Temer
Depois de sujar sua biografia, apoiando o golpe de 2016, que colocou a "pinguela" Michel Temer no poder, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso não se mostrou feliz com o resultado de ontem, em que ele se safou, ao custo de R$ 13,4 bilhões para o País; "Foi uma vitória de Pirro, porque não adianta nada para o país. Adianta, claro, para o presidente Temer. Mas, para o país, essa não era a grande questão", disse ele; FHC afirmou que PSDB deve apoiar as reformas e depois pular fora de um governo carimbado pela população como o pior e mais corrupto da história do País; ele também disse que, depois de ontem, o Brasil passa a ser comandado pelo Centrão – ou seja, o PSDB pode ser descartado a qualquer momento pelo próprio Temer (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Depois de sujar sua biografia, apoiando o golpe de 2016, que colocou a "pinguela" Michel Temer no poder, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso não se mostrou feliz com o resultado de ontem, em que ele se safou, ao custo de R$ 13,4 bilhões para o País.

– Foi uma vitória de Pirro, porque não adianta nada para o país. Adianta, claro, para o presidente Temer. Mas, para o país, essa não era a grande questão – disse ele à jornalista Silvia Amorim, do Globo.

FHC afirmou que PSDB deve apoiar as reformas e depois pular fora de um governo carimbado pela população como o pior e mais corrupto da história do País.

Ele também disse que, depois de ontem, o Brasil passa a ser comandado pelo Centrão – ou seja, o PSDB pode ser descartado a qualquer momento pelo próprio Temer.

— Quem deu a sustentação maior ao governo (na votação) foi o Centrão, e eu não concordo com o Centrão como estilo político — disse o ex-presidente.

Ele reconheceu que o PSDB sai chamuscado da aventura Temer, que arruinou a economia e destruiu a imagem do Brasil.

— Não vou mentir. É ruim. O PSDB está dividido e a votação mostrou isso. Ele não está fora do jogo dos partidos. Houve perda de crença nos partidos e isso inclui o PSDB.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email