FHC volta a ofender Lula: "tosco, matou a esquerda"

Depois de apoiar uma das maiores rupturas institucionais da história do País, o golpe de 2016, o ex-presidente FHC agora afirma Lula "não representa mais. Lula" o que representava. "(Se for candidato) ele vai perder, pois há um antipetismo muito forte", disse

(Foto: Brasil247 | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Depois de apoiar uma das maiores rupturas institucionais da história do País, o golpe de 2016, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) voltou a atacar o ex-presidente Lula (PT), condenado sem provas pelo ex-juiz Sérgio Moro para ser tirado da eleição de 2018. De acordo com o tucano, Lula "matou a esquerda" no Brasil e não "representa mais nada". 

Em entrevista ao portal Uol, FHC disse que Lula não é um nome viável para disputar as próximas eleições. 

"Eu conheci o Lula tosco, hoje ele não é mais tosco. Ele aprendeu. Mas o Lula passou. O que ele representava, não representa mais. Lula está livre, e agora o que ele fala? Ele ataca o Bolsonaro, mas não é isso que o Brasil quer. (Se for candidato) ele vai perder, pois há um antipetismo muito forte", disse o tucano, apoiador do golpe contra Dilma Rousseff em 2016, que abriu espaço para uma agenda baseada no enteguismo econômico e no corte de direitos e investimentos. 

"O que o Lula representou não representa mais. Ele é acusado por fatos. Pode haver um sentimento antipetista no julgamento? Pode. Mas isso não afeta os fatos concretos", complementou.

O ex-presidente também atacou Luciano Huck, possível candidato à presidência em 2022, ao afirmar que ele está "marginalizado" na política. FHC criticou o apresentador por não ter se posicionado durante a crise do coronavírus. "E nas forças novas o Luciano Huck, que é apoiado por todos, nessas horas de conflito maior, de crise, tem menos o que dizer. Fica um pouco marginalizado no processo", disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email