Governo Temer deve sofrer nova baixa. Agora, nos Correios

O ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, deve tirar Guilherme Campos da presidência dos Correios, em mais uma mudança no governo de Michel Temer, que é rejeitado por 97% da população brasileira; Campos deixaria o posto ainda em janeiro para ajudar na articulação da reforma da Previdência na Câmara e também começaria a organizar o PSD em São Paulo, reduto de Kassab, para a eleição de 2018

O ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, deve tirar Guilherme Campos da presidência dos Correios, em mais uma mudança no governo de Michel Temer, que é rejeitado por 97% da população brasileira; Campos deixaria o posto ainda em janeiro para ajudar na articulação da reforma da Previdência na Câmara e também começaria a organizar o PSD em São Paulo, reduto de Kassab, para a eleição de 2018
O ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, deve tirar Guilherme Campos da presidência dos Correios, em mais uma mudança no governo de Michel Temer, que é rejeitado por 97% da população brasileira; Campos deixaria o posto ainda em janeiro para ajudar na articulação da reforma da Previdência na Câmara e também começaria a organizar o PSD em São Paulo, reduto de Kassab, para a eleição de 2018 (Foto: Aquiles Lins)

247 - O ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, deve tirar Guilherme Campos da presidência dos Correios, em mais uma mudança no governo de Michel Temer, que é rejeitado por 97% da população brasileira. 

Segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, Campos deixaria o posto ainda em janeiro para ajudar na articulação da reforma da Previdência na Câmara e também começaria a organizar o PSD em São Paulo, reduto de Kassab, para a eleição de 2018. Campos deve ser candidato a uma vaga na Câmara. 

O favorito para chefiar a estatal é Carlos Fortner, vice-presidente financeiro do órgão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247