Huck decidirá candidatura após o Carnaval

O apresentador Luciano Huck anunciará se aceita concorrer à Presidência da República depois do Carnaval; atualmente, ele tende a se candidatar pelo PPS, que lhe ofereceu legenda, mas aliados também articulam o apoio de partidos como o DEM; a Rede Globo que deu o ultimato para Huck, de acordo com a Folha; Huck tem o apoio do ex-presidente FHC, para quem a candidatura do apresentador seria boa para oxigenar a política; posicionamento não pegou bem entre aliados

O apresentador Luciano Huck anunciará se aceita concorrer à Presidência da República depois do Carnaval; atualmente, ele tende a se candidatar pelo PPS, que lhe ofereceu legenda, mas aliados também articulam o apoio de partidos como o DEM; a Rede Globo que deu o ultimato para Huck, de acordo com a Folha; Huck tem o apoio do ex-presidente FHC, para quem a candidatura do apresentador seria boa para oxigenar a política; posicionamento não pegou bem entre aliados
O apresentador Luciano Huck anunciará se aceita concorrer à Presidência da República depois do Carnaval; atualmente, ele tende a se candidatar pelo PPS, que lhe ofereceu legenda, mas aliados também articulam o apoio de partidos como o DEM; a Rede Globo que deu o ultimato para Huck, de acordo com a Folha; Huck tem o apoio do ex-presidente FHC, para quem a candidatura do apresentador seria boa para oxigenar a política; posicionamento não pegou bem entre aliados (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O apresentador Luciano Huck anunciará se aceita concorrer à Presidência da República depois do Carnaval. Atualmente, ele tende a se candidatar pelo PPS, que lhe ofereceu legenda, mas aliados também articulam o apoio de partidos como o DEM. A Rede Globo que deu o ultimato para Huck, de acordo com informações apuradas pela Folha.

Ainda segundo o jornal paulista, ele estaria para se consultar com o mentor de sua candidatura, ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que já disse ao Globo que a candidatura de Huck seria boa para a política. O posicionamento do tucano não agradou aos seus aliados.

Alguns fatores contribuem para que o nome do apresentador seja ventilado para disputar o Palácio do Planalto, como uma eventual ausência de ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) da corrida eleitora, por ter sido condenado em segunda instância jurídica (TRF4) e o desempenho modesto do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) nas pesquisas eleitorais.

Huck e o chefe do executivo paulista empatam com 8% dos votos, de acordo com o levantamento mais recente feito pelo Datafolha, em cenário sem Lula.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247