Indicado de Bolsonaro, Nunes Marques vai relatar no STF ação contra foro de Flávio no caso da 'rachadinha'

Mais novo integrante da Suprema Corte terá oportunidade para mostrar independência em relação ao presidente que o indicou ao cargo

Nunes Marques é o novo ministro do Supremo Tribunal Federal, na cadeira de Celso de Mello
Nunes Marques é o novo ministro do Supremo Tribunal Federal, na cadeira de Celso de Mello (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Kassio Nunes Marques, indicado por Jair Bolsonaro para o Supremo Tribunal Federal (STF), será o relator da ação da Rede Sustentabilidade que questiona o foro especial concedido ao senador Flávio Bolsonaro.

O novo integrante do STF herdou os processos que estavam sob a relatoria do ministro Celso de Mello, que se aposentou. Segundo a Folha de S. Paulo, a Rede questiona um trecho da Constituição do Rio de Janeiro que foi usado pelo Tribunal de Justiça do estado para retirar a apuração da primeira instância e remetê-la ao Órgão Especial do TJ-RJ.

Na investigação em que Flávio Bolsonaro foi beneficiado com o foro especial, o senador foi denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, acusado de liderar uma organização criminosa para recolher parte do salário de seus ex-funcionários em benefício próprio, prática conhecida como "rachadinha".

Ao saber da denúncia do MP-RJ, no último dia 20 de outubro, Jair Bolsonaro teve um acesso de raiva, em seu gabinete no Palácio do Planalto, que chamou atenção até de funcionários que trabalhavam no local. Bolsonaro criticou os investigadores e, mais uma vez, disse que Flávio é perseguido por ser seu filho.

Inscreva-se na TV 247, seja membro, e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247