Líder do PT: impeachment é 'molecagem' do PSDB

O líder do PT criticou nesta terça (15) o PSDB, a quem acusa de ser o principal articulador do golpe para o impedimento da presidente Dilma Rousseff; “Temos de denunciar que a questão do impeachment foi uma molecagem do PSDB. Os tucanos se esconderam atrás dos juristas golpistas Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr e erraram feio. Inclusive, receberam assessoria da Câmara dos Deputados para consertar a porcaria que fizeram”, afirmou; ele ressaltou que não há nenhum embasamento para fundamentar o pedido de impeachment

O líder do PT criticou nesta terça (15) o PSDB, a quem acusa de ser o principal articulador do golpe para o impedimento da presidente Dilma Rousseff; “Temos de denunciar que a questão do impeachment foi uma molecagem do PSDB. Os tucanos se esconderam atrás dos juristas golpistas Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr e erraram feio. Inclusive, receberam assessoria da Câmara dos Deputados para consertar a porcaria que fizeram”, afirmou; ele ressaltou que não há nenhum embasamento para fundamentar o pedido de impeachment
O líder do PT criticou nesta terça (15) o PSDB, a quem acusa de ser o principal articulador do golpe para o impedimento da presidente Dilma Rousseff; “Temos de denunciar que a questão do impeachment foi uma molecagem do PSDB. Os tucanos se esconderam atrás dos juristas golpistas Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr e erraram feio. Inclusive, receberam assessoria da Câmara dos Deputados para consertar a porcaria que fizeram”, afirmou; ele ressaltou que não há nenhum embasamento para fundamentar o pedido de impeachment (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O líder do PT na Câmara, Sibá Machado (AC), refutou as declarações do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de que seriam “revanchismo” as operações de busca e apreensão realizadas nesta terça-feira (15) pela Polícia Federal e o Ministério Público Federal, no âmbito da Operação Lava-Jato. Segundo Sibá, nem o governo, nem o PT têm interesse e condições de interferir no trabalho realizado por quaisquer órgãos de fiscalização da República.

“Não podemos de jeito nenhum concordar com o que disse o presidente da Câmara, atribuindo responsabilidade ao governo e ao Partido dos Trabalhadores. Não temos o menor interesse e nem condições de interferir no trabalho dos órgãos como é o caso do Supremo Tribunal Federal ou a Procuradoria Geral da República. Eles fizeram o que acharam que era melhor e nós respeitamos. Somos contra qualquer processo de seletividade. Entendo que estas palavras do presidente da Câmara foi motivada mais por cabeça quente do que pela razão”, afirmou Sibá.

A PF cumpriu hoje 53 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), referentes a sete processos instaurados a partir da Operação Lava Jato. Entre os locais estavam a residência oficial do presidente da Câmara, sua casa e seu escritório no Rio de Janeiro. A ação, batizada de Catilinárias, faz parte das investigações da Operação Lava Jato.

Impeachment – Ao falar sobre o tema do impeachment, o líder do PT criticou duramente o PSDB, a quem acusa de ser o principal articulador do golpe para o impedimento da presidenta Dilma Rousseff. “Temos de denunciar que a questão do impeachment foi uma molecagem do PSDB. Os tucanos se esconderam atrás dos juristas golpistas Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr e erraram feio. Inclusive, receberam assessoria da Câmara dos Deputados para consertar a porcaria que fizeram”, frisou Sibá.

O líder petista ressaltou que não há nenhum embasamento para fundamentar o pedido de impeachment patrocinado pelo PSDB e seus partidos aliados golpistas. “Esse é um processo de quinta categoria, uma tentativa de golpe que não tem cheiro de povo porque eles apelam para o povo ir para as ruas, mas o povo não vai. Os tucanos não podem jogar a história da República brasileira na lata do lixo, não têm esse direito”, destacou.

Sibá Machado disse ainda que, a respeito da questão do impeachment, é preciso aguardar um posicionamento do STF sobre o rito do processo, o que pode acontecer nesta quarta-feira (16).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email