Lindbergh condena austericídio de Temer

Líder do PT no Senado, Lindbergh Farias, criticou a mudança da meta fiscal deste ano, de um déficit de R$ 139 bilhões para um déficit de R$ 159 bilhões; "O governo está deixando a economia presa na recessão. Isso reduz cada vez mais o resultado primário, pois as receitas caem cada vez mais. Eles estão fazendo uma política de austericídio", afirmou o senador, em nota; "Ao invés de ampliar o espaço fiscal para aumentar os investimentos públicos e puxar a economia, o ajuste na meta foi apenas para cobrir o rombo das 'bondades' de 2017"

Lindbergh Farias
Lindbergh Farias (Foto: Charles Nisz)

247 - O líder do PT no Senado, Lindbergh Farias, criticou a mudança da meta fiscal deste ano, de um déficit de R$ 139 bilhões para um déficit de R$ 159 bilhões. 

"O governo está deixando a economia presa na recessão. Isso reduz cada vez mais o resultado primário, pois as receitas caem cada vez mais. Eles estão fazendo uma política de austericídio", afirmou o senador, em nota.

"Ao invés de ampliar o espaço fiscal para aumentar os investimentos públicos e puxar a economia, o ajuste na meta foi apenas para cobrir o rombo das 'bondades' de 2017. Enquanto isso, as políticas públicas e a população continuam a pão e água, já quase sem pão! Um governo irresponsável", disse Lindbergh. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247