Depois da vitória, Lira dá festa de arromba para 300 convidados, que ignoram uso de máscara (VÍDEOS)

Horas após dizer que colocará em votação medidas de combate à pandemia de covid-19, o novo presidente da Câmara, Arthur Lira promoveu uma grande festa de comemoração de sua vitória. Convidados não usaram máscara no evento

Festa na casa de lira
Festa na casa de lira (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Horas após dizer que colocará em votação medidas de combate à pandemia de covid-19, o novo presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), promoveu uma grande festa de comemoração de sua vitória em uma casa no Lago Sul, área nobre de Brasília. Cerca de 300 pessoas estiveram no local e poucos convidados usavam máscaras, o que incluía ministros do governo de Jair Bolsonaro, fiador da eleição de Lira - que também estavam sem a proteção.

 Segundo Portal UOL, ignorando a pandemia, o articulador político do Palácio do Planalto, o ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, foi um dos presentes na festa na madrugada de hoje. Como revelou o Estadão, seu gabinete se tornou um QG da campanha de Lira na reta final, onde cargos e emendas eram negociados. Fabio Faria (Comunicações), Fabio Wajngarten (Secretaria de Comunicações) e Jorge Seif (Secretaria da Pesca) completavam o time do governo na festa.

A jornalista Nathalia Fruet, repórter do SBT em Brasília, compatilhou o vídeo com as cenas da festa. As imagens deixam claro que a máscara, ítem fundamental de proteção contra o coronavírus, foi descartada na festa. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email