Lista de Costa pode gerar cassações em massa no Congresso

Nos corredores do Congresso Nacional paira veladamente no ar o clima de desconfiança e o temor de uma cassação em massa de deputados e senadores em 2015; principais preocupados seriam os congressistas cujos nomes estão na lista do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, entregue em sua delação, sobre políticos beneficiados com propina na forma de doação legal das empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato; empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato realizaram doações oficiais a 243 deputados e senadores, o equivalente a 41% do novo Congresso

Nos corredores do Congresso Nacional paira veladamente no ar o clima de desconfiança e o temor de uma cassação em massa de deputados e senadores em 2015; principais preocupados seriam os congressistas cujos nomes estão na lista do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, entregue em sua delação, sobre políticos beneficiados com propina na forma de doação legal das empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato; empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato realizaram doações oficiais a 243 deputados e senadores, o equivalente a 41% do novo Congresso
Nos corredores do Congresso Nacional paira veladamente no ar o clima de desconfiança e o temor de uma cassação em massa de deputados e senadores em 2015; principais preocupados seriam os congressistas cujos nomes estão na lista do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, entregue em sua delação, sobre políticos beneficiados com propina na forma de doação legal das empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato; empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato realizaram doações oficiais a 243 deputados e senadores, o equivalente a 41% do novo Congresso (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A divulgação da lista feita pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, sobre políticos beneficiados com propina das empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato esta provocando um clima de desconfiança no Congresso. 

Segundo a jornalista Vera Magalhães, na coluna Painel desta terça-feira, 23, paira no ar do parlamento brasileiro, ainda que velado, o temor  sobre a possibilidade de cassação em massa de mandatos em 2015.

Apesar dos desdobramentos que a lista de Paulo Roberto Costa ainda podem causar, lideranças dos principais partidos da base admitem reservadamente que é "improvável" que os deputados e senadores aceitem um "caça às bruxas" generalizado.

Os parlamentares resistem a cassar colegas que tenham recebido apenas doações legais do esquema --mesmo que os delatores digam que o dinheiro era proveniente de corrupção.

Empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato realizaram doações oficiais a 243 deputados e senadores, o equivalente a 41% do novo Congresso.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247