Lula: "Vai ser o 2º turno mais longo da história”

Ex-presidente Lula expressa o que já vai acontecendo na prática, a 52 dias da data do segundo turno das eleições presidenciais; polarização PT-PSDB foi transferida, por conta da larga tomada à frente de Marina Silva sobre Aécio Neves, na bipolaridade PT-PSB; partido que era chefiado por Eduardo Campos não consegue se impor como terceira via, mas sim como alternativa eleitoral mais viável no momento ao projeto tucano; programas de governo das duas agremiações são semelhantes; com todas as pesquisas de opinião, eleitor já começa a julgar diferenças de estilo, postura e compromissos das duas candidatas empatadas nas projeções do primeiro turno; escreve Tereza Cruvinel

Ex-presidente Lula expressa o que já vai acontecendo na prática, a 52 dias da data do segundo turno das eleições presidenciais; polarização PT-PSDB foi transferida, por conta da larga tomada à frente de Marina Silva sobre Aécio Neves, na bipolaridade PT-PSB; partido que era chefiado por Eduardo Campos não consegue se impor como terceira via, mas sim como alternativa eleitoral mais viável no momento ao projeto tucano; programas de governo das duas agremiações são semelhantes; com todas as pesquisas de opinião, eleitor já começa a julgar diferenças de estilo, postura e compromissos das duas candidatas empatadas nas projeções do primeiro turno; escreve Tereza Cruvinel
Ex-presidente Lula expressa o que já vai acontecendo na prática, a 52 dias da data do segundo turno das eleições presidenciais; polarização PT-PSDB foi transferida, por conta da larga tomada à frente de Marina Silva sobre Aécio Neves, na bipolaridade PT-PSB; partido que era chefiado por Eduardo Campos não consegue se impor como terceira via, mas sim como alternativa eleitoral mais viável no momento ao projeto tucano; programas de governo das duas agremiações são semelhantes; com todas as pesquisas de opinião, eleitor já começa a julgar diferenças de estilo, postura e compromissos das duas candidatas empatadas nas projeções do primeiro turno; escreve Tereza Cruvinel (Foto: Ana Pupulin)

247 – O segundo turno começou antes da hora, em pleno primeiro turno. Isso acontece porque o PSB, com a ex-ministra Marina Silva como candidata, não conseguiu se impor como a 'terceira via' imaginada pelo ex-governador Eduardo Campos. Como se vê pelo programa de governo apresentado pelos socialistas, a ser executado, em caso de vitória, por Marina, as diferenças com o ideário do PSDB são mínimas. A ponto de o candidato tucano Aécio Neves ter reclamado de Marina que fizesse ao menos uma referência aos parágrafos copiados da plataforma dos social-democratas.

- Ela poderia ao menos ter atribuído a autoria ao ex-presidente Fernando Henrique, ironizou Aécio.

O ex-presidente Lula, como registra a colunista Tereza Cruvinel em seu blog associado ao 247, notou que "este será o segundo turno mais longo da história". Exatamente porque não há uma terceira via, mas apenas duas: a do PT e a do anti-PT, agora melhor encarnado por Marina do que por Aécio. Acompanhe a reflexão da jornalista:

Tudo mudou, nada mudou

Marina destronou Aécio mas os polos em confronto são os mesmos

Pronto. Duas pesquisas mostraram que Marina Silva parou de crescer mas consolidou-se como adversária da presidente Dilma para o segundo turno.  Identificada a barreira de votos sólidos de Dilma e do PT -  74% de seus 35% de votos não admitem mudar de candidato – está claro que o furacão Marina arrasou o quarteirão eleitoral tucano, tomando-lhe boa parte do eleitorado. Segundo o Datafolha, 70% de seus 34% de eleitores também declaram-se decididos a votar nela.  No frigir dos ovos, Marina não quebrou a polarização PT-PSDB, como desejava Eduardo Campos.  Ela apenas substituiu o tucano na velha e conhecida polarização entre dois Brasis: os mais pobres, menos escolarizados e despossuídos que desejam a continuidade do projeto representado pelo PT, contra os mais escolarizados, remunerados e influentes das altas classes médias e segmentos da elite propriamente dita,  empenhados, mais do que em outras eleições, em tirar o PT do governo central.

Clique aqui para ler a íntegra.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247