Maia: Temer mudar regra para escapar de crime é “inevitável”

Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não será possível cumprir a regra em 2019, e por isso é inevitável mudá-la; sem condições de cumprir a meta fiscal em 2019, o governo Temer pretende apresentar uma PEC para flexibilizar a "regra de ouro" das contas públicas

25/10/2017- Brasília- DF, Brasil- Rodrigo Maia e deputados governista esperando o quórum durante sessão que discuti denúcia de temer e ministros. Foto: Lula Marques/AGPT
25/10/2017- Brasília- DF, Brasil- Rodrigo Maia e deputados governista esperando o quórum durante sessão que discuti denúcia de temer e ministros. Foto: Lula Marques/AGPT (Foto: Gisele Federicce)

247 - Sem condições de cumprir a meta fiscal em 2019, o governo Temer pretende apresentar uma PEC para flexibilizar a "regra de ouro" das contas públicas.  Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não será possível cumprir a regra em 2019, e por isso é inevitável mudá-la.

Maia afirmou que os investimentos caíram enquanto outros gastos, como o com pessoal, "explodiram", o que implica na "necessidade de reformas". Maia afirmou que mesmo se a reforma da Previdência for aprovada, o governo ainda precisará alterar a regra de ouro pelo menos em partes, suspendendo algumas restrições por algum tempo.

Leia mais no Congresso em Foco.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247