Maia tenta livrar PT da crise com a base aliada

Presidente da Cmara reconhece problema de relacionamento do governo com a base no Congresso, mas diz que seu partido no pode ser culpado pela falta de rapidez na liberao de emendas ou pela pouca representatividade das legendas aliadas na Esplanada; de quem a culpa, ento?

Maia tenta livrar PT da crise com a base aliada
Maia tenta livrar PT da crise com a base aliada (Foto: AGÊNCIA BRASIL)

247 com Agência Brasil - O presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), disse que o governo reconhece que há problemas de relacionamento com a base aliada, a maior parte de ordem política. Os partidos integrantes da aliança que ajudou a eleger Dilma Rousseff em 2010 reivindicam participação maior nas decisões de governo. "A relação com o governo é boa e respeitosa. Temos sido atendidos nas demandas apresentadas, mas afirmo que é legítimo que os partidos que contribuiram na campanha possam participar nas decisões tomadas. Isso é legítimo", destacou o presidente da Câmara.

Maia disse que o PT não pode ser culpado pelos partidos aliados pela falta de rapidez na liberação de recursos para atender a emendas parlamentares ou pela pouca representatividade de algumas agremiações na Esplanada dos Ministérios, em cargos de segundo escalão.

O deputado lembrou que o PT perdeu o Ministério da Pesca e o comando da Petrobras, em nome de uma recomposição das forças aliadas do governo. "É natural que a presidenta precise compor sua aliança política no Congresso", justificou.

O problema é que a liberação de emendas não é a única demanda da base, como demonstrou, nesta semana, o manifesto dos peemedebistas contra a "hegemonia do PT" no governo e contra a possibilidade de os petistas se valerem da máquina pública para tomarem do PMDB a dianteira no número de prefeituras Brasil afora.

O PR também continua a demonstrar insatisfação desde a saída de Alfredo Nascimento do Ministério dos Transportes, tudo agravado pelo clima eleitoral já instalado no Congresso Nacional. Para piorar a situação, o governo tem Código Florestal e Lei Geral da Copa para resolver nas próximas semanas e pode ter de ceder terreno nas negociações.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247